terça-feira, 7 de setembro de 2021

A PAIXÃO

 

O Sargento Meireles está apaixonado.

Tão apaixonado que está a ter dificuldades em se concentrar no trabalho e logo agora que o caso em aberto é complicado, o Inspector Bernardes está mais exigente que nunca.

Contudo, o maior problema é que a rapariga por quem se apaixonou é a Matilde, a filha do boss e com menos quinze anos que ele.

Além disso, o Meireles sabe que a Matilde teve relações complicadas, quer que ela se sinta confortável com ele, que pode confiar nele.

E confio, diz a Matilde, não compreendo é porque estás com tantas dúvidas!

Trabalho com o teu Pai, explica o Meireles, sou mais velho que tu e não te quero forçar a nada!

Não me estás a forçar a nada, responde a Matilde, sei muito bem o que são relações tóxicas, tu também te deparas com situações idênticas no trabalho... acho que saberemos contornar os obstáculos!

E os teus Pais? insiste o Meireles, não vão gostar da relação, porque sou mais velho e trabalho com o teu Pai. Depois, tenho um horário verdadeiramente louco...

Mas estou habituada a isso, interrompe a Matilde, o meu Pai é Inspector...Falhou tantos jantares, reuniões de família, aniversários, etc que só o conheci verdadeiramente quando teve o ataque cardíaco e ficou uns meses em casa!

O Meireles sorri, gosta da sinceridade da Matilde, do frescura do riso... 

Achas que posso ficar em tua casa hoje? pergunta a rapariga e o Meireles fica surpreendido.

Fica calado por uns minutos, a Matilde beija-o na boca, ele corresponde, mas depois afasta-a.

É melhor não, replica, vamos esperar mais algum tempo, não quero que te arrependas!

Oh, não te preocupes com isso, repete a Matilde, eu já tive relações, uma delas foi bastante violenta! Não me vais agredir; não és esse tipo de homem!

A franqueza, o à-vontade da Matilde surpreende-o, volta a sorrir, sim, não sou homem de agredir mulheres, nem mesmo quando são culpadas de crimes! comenta, mas não, não vais ficar comigo esta noite! Vou levar-te a casa!

A Matilde atira-lhe uma almofada, chato! troça.

CONTINUA


1 comentário:

Cidália Ferreira disse...

Bom dia.
Bem., aqui tempos uma paixão. A idade não importa. Vamos ver e corre bem :))

.
Escrever, é falar em silêncio
.
Beijos. Votos de um dia feliz.