sexta-feira, 11 de junho de 2021

PEDRO E OS AMIGOS PARTE IV

 

Há quanto não fazes uma noitada, não tens sexo? insiste o Telmo e eu abano a cabeça, é uma pergunta muito intima, esclareço, de vez em quando, o Miguel fica em casa dos avós ou na das minhas irmãs. Mas todos têm a sua vida, organizam-se para me ajudar e eu não quero abusar.

Ora, ri-se o Telmo, estás a perder os melhores anos da tua vida, ainda por cima, não tens a maluca da tua mulher por perto. Onde é que está o Pedro que não perdia nada?

Cresci, digo simplesmente, tenho outras prioridades e desculpa-me a franqueza, mas não te refiras à Laura como a " maluca ". A Laura é uma pessoa problemática, está em tratamento, mas continua a ser uma pessoa!

Oh, pá, não precisas de levar as coisas tão a peito! o Telmo está desconfortável, não sabe o que dizer.

É, Telmo, o Pedro tem toda a razão! interrompe a Marta, que desceu entretanto as escadas, seguida pela Clotilde.

Esta puxa o Telmo para o outro lado do deck e vejo que discutem baixinho. 

A Marta fica a meu lado, suspira, este Telmo é um idiota, observa, não sei porque é que o Rogério gosta tanto da companhia dele! Não confio nele, está sempre a gabar-se e a Clotilde diz que ele exagera um pouco. 

Não te preocupes, acrescenta noutro tom de voz, estamos a chegar, vais gostar de explorar a ilha, damos um mergulho e depois regressamos.

Tento manter-me afastado do Telmo, a Marta tem razão, gosto de explorar a ilha e a água é tão transparente que tenho pena de sair.

Regressamos por volta das duas da tarde, estamos cheios de fome e com vontade de beber uma cerveja gelada.

O almoço é divertido, até a Margarida está descontraída e conta algumas anedotas.

O Telmo bebe mais do que eu e o Rogério, a Clotilde tem que lhe chamar a atenção e ele reage mal.

Não estou bêbedo! grita e toda a gente do restaurante olha na direcção da nossa mesa, que ideia a tua! Um tipo não pode gozar a vida sem tu estares sempre a reclamar?

A Clotilde decide voltar para casa, ele tem que descansar e ver se fica em forma e rejeita a ideia de a acompanharmos.

Dêem uma volta pela vila, divirtam-se, pede.

A Marta e a Margarida seguem à frente, eu e o Rogério ficamos para trás a conversar.

Lamento o que aconteceu com o Telmo, às vezes, ele é muito inconveniente, comenta, mas somos amigos desde a adolescência.

Não te preocupes! asseguro, está tudo bem! As decisões são minhas e ele tem apenas que as respeitar!

CONTINUA 

2 comentários:

Elvira Carvalho disse...

E venha o próximo!
Abraço, saúde e bom fim de semana

Cidália Ferreira disse...

Fantástico episódio. Adorei. Parabéns e obrigada pela partilha!

Bom fim de semana!
Beijos