sexta-feira, 4 de junho de 2021

O ENCONTRO - PARTE III

 

A ideia da Matilde de se matricular a Clarinha num colégio interno é rejeitada de imediato pelos nossos Pais e eu concordo com eles.

É um bilhete para situações complicadas. observo e ficamos num impasse, não sabemos verdadeiramente o que fazer.

A Mãe sugere falar novamente com a psicóloga, talvez nos ajude a encontrar uma outra solução, diz, mas eu duvido, não acertou até agora, não vai ser diferente. 

A Mãe quer que fique para jantar, mas eu recuso. Estou cansado, amanhã tenho um longo dia e quero deitar-me cedo.

Mas estou ansioso demais, decido ir até à marginal e dar um passeio pelo paredão.

Encontro a Luísa e uma amiga lá, sentadas num café a observar o pôr-do-Sol e após as apresentações, convidam-me a sentar.

Ficamos lá até o Sol desaparecer por completo e despedimos-nos no parque de estacionamento.

A Luísa faz-me prometer que lhe telefono no dia seguinte para combinarmos qualquer coisa, mas a semana é tão caótica que só lhe consigo telefonar na quinta-feira ao fim da tarde.

Combinamos um jantar no fim de semana, conheço um restaurante italiano óptimo, explica, e depois podemos ir até ao Bar da Esquina, continua, é onde geralmente me encontro com os meus amigos.

Fico curioso, não conheço o tal bar, eu e os meus amigos gostamos mais da zona baixa da cidade.

A Luísa está deslumbrante quando a vou buscar a casa, um vestido branco e preto, o cabelo preso com uma fita da mesma cor e sapatos altos.

Conversamos sobre tudo, menos trabalho, pede quando nos sentamos à mesa, tive uma semana cheia.

Eu também, confesso, é um trabalho interessante, mas muito exigente. Temos mesmo que desligar se não ainda temos uma depressão como o Pires.

A Luísa concorda, a baixa foi renovada, deve estar muito mal, comenta, mas vamos pensar noutra coisa. Quero saber tudo sobre ti... Tens irmãos?

Na meia hora seguinte, conto que o meu Pai é Inspector da Judiciária e a minha Mãe é sócia de uma loja gourmet, bem, explico, acho que lhe podemos chamar uma cadeia - já são três lojas.

Onde? e a Luísa ri-se quando lhe digo onde é, pois compra lá muita coisa, provavelmente até conheço a tua Mãe, exclama.

Não digo que não, o nome dela é Madalena, pede para falar com ela quando lá fores, respondo, depois há a Matilde, que está a estudar design, deve faltar mais um ano e a Maria Claria, a Clarinha, a irmã adoptiva.

Tens uma irmã adoptiva? repete a Luísa, interessante, que idade tem?

CONTINUA

1 comentário:

Elvira Carvalho disse...

Boa tarde Marta. estive a ler os capítulos atrasados. Continuo a acompanhar com interesse mas tenho o tempo no computador muito reduzido por causa dos olhos.
Abraço e saúde