domingo, 27 de junho de 2021

O GUSTAVO E O BERNARDO - FIM


Estão a gozar comigo? pergunta o filho, a não ser... e olha-os abismados.

Dormiram juntos??? exclama, incrédulo e volta a rir, sim, vocês são uma caixinha de surpresa!

Aconteceu, Bernardo, não somos de ferro!!! justifica-se a Mãe, mas o filho continua a rir.

Está tudo bem, Mãe! Desde que estejas feliz, mas tens que concordar que é engraçado, continua o Bernardo, vou ter um irmão mais novo vinte e cinco anos! AH, AH...

Os Pais suspiram de alivio, estavam um pouco apreensivos, mas o Bernardo está a aceitar bem a ideia.

Foi um choque! confessa o Bernardo mais tarde ao Gustavo, não queremos pensar que os nossos Pais têm sexo, tanto mais que estão divorciados há anos!!!

Pois, também foi uma surpresa descobrir que os meus Pais estavam novamente juntos, concorda o Gustavo, eles comportaram-se como adolescentes, escondidos em casa do Pai.

Mas a tua Mãe não ficou grávida! atalha o Bernardo, já imaginaste teres cinquenta anos e o teu irmão ter vinte e cinco???? Ups!!!

E, a tua Mãe? Como está? diz o Gustavo e o Bernardo suspira, parece estar feliz, mais sorridente, não está tão triste, e ri-se, falas com ela de vez em quando? Ela pode esconder-me coisas para não me preocupar.

Não te preocupes, a minha Mãe e a Teresa já devem saber, aliás, todas as mulheres daquele Clube já sabem, afirma o Gustavo, não a vão deixar ficar sozinha!

A festa de despedida é divertida, a gravidez da Aída o ponto principal da discussão e o Bernardo a ser gozado carinhosamente por ser " irmão-tio", como diz o Matias.

Todos os amigos comparecem no aeroporto para se despedir dele, menos o Gustavo que manda um SMS apressado a explicar que as águas da Luísa rebentaram.

A gargalhada é geral, até assusta os outros passageiros e o Bernardo fica envergonhado.

Despede-se com promessas de videochamadas, telefonemas à " moda antiga " frisa o Major e emails, queremos saber tudo, porque vamos lá visitar-te, acrescenta o Nicolau.

É com um suspiro de alívio que o Bernardo se senta no avião, foi um pouco demais, pensa, mas rejeita de imediato o pensamento.

Ainda bem que há tanta gente que gosta dele, sabe que vão apoiar a Mãe enquanto estiver fora.

Vai ser engraçado conhecer o irmão ou a irmã, vai mimá-lo em demasia, tem a certeza absoluta.

FIM

1 comentário:

Elvira Carvalho disse...

O Bernardo teve uma ótima reação. Lembro-me do menino rebelde que a mãe levou para o clube de leitura como castigo. E já tem 25 anos! Nos anos 60 tive uma vizinha que ficou grávida quando o filho estava em Angola na guerra colonial.
E tive uma tia que teve a última filha aos 54 anos, mas essa praticamente não deixou de ter filhos desde que casou. Foram 18. Outros tempos.
Abraço, saúde e bom domingo.