sexta-feira, 18 de junho de 2021

AÍDA PARTE IV

 

Rio-me e a Rita propõe uma data para a reunião.

Manda-se um mail às outras, a Natália envia uma lista de livros e o sítio escolhido para a primeira reunião é a casa da Rita.

A Glória leva uma lasanha, eu faço um salada e a Natália prepara uma mousse de chocolate para a sobremesa.

A Teresa e a Madalena levam uma quiche vegetariana e a Rita oferece as bebidas, tem também aperitivos que todas apreciamos.

O Gonçalo levou a Francisca para casa do António, esclarece e a Teresa ri-se, vou encontrar a casa de pantanas, afirma, a Sofia acha que é um ás na decoração e muda tudo de sítio. O António deixa-a fazer tudo.

E o Gonçalo? pergunto e a Teresa abana a cabeça, continua a ser um paz de alma, está tudo bem para ele. Aparentemente, acrescenta, pois quando abusam da paciência dele... não é fácil lidar com ele.

São fases, observa a Madalena, e é melhor passarem por elas. O Gustavo e a Matilde tiveram a sua fase rebelde, tivemos alguns problemas principalmente com o Gustavo, mas agora são dois adultos responsáveis. A Clarinha é ainda um ponto de interrogação.

Continua a ter acessos de fúria? questiona a Glória e a Madalena suspira, de vez em quando, o Gustavo é a pessoa que lida melhor com ela, mas acho que estamos a ultrapassar a situação e a chegar a algum lado.

Ela recebe tanto amor, comenta a Natália, é difícil compreender porque ela age assim. Teve muita sorte com os pais adoptivos, ouvi falar de casos... até fiquei arrepiada!

Ela ouviu o que não devia ouvir, pelo menos, da boca daquela pessoa, interrompe a Rita, é um assunto que se explica em família.

A Natália fica um pouco embaraçada e eu aproveito para falar dos livros.

Viram a lista que a Natália enviou? Eu voto pelo Moita Flores, os livros estão bem escritos, as histórias bem estruturadas, sugiro.

Confesso que nunca li nada dele, diz a Teresa, não gosto muito do género policial.

Há policiais e policiais, intervém a Glória,  li o " Mataram o Sidónio" e achei muito interessante. Viu-se que ele fez pesquisa sobre a época, enquadrou bem a história.

Podemos começar por esse? Não te importas de o ler outra vez ou escolhemos outro? apresso-me a dizer.

CONTINUA

2 comentários:

Elvira Carvalho disse...

E eu que nunca li nada do Moita Flores!
Abraço, saúde e bom fim de semana

Cidália Ferreira disse...

Adorei o capitulo! :))
*
Traço as linhas do meu horizonte
-
Beijos e um bom fim de semana.