terça-feira, 13 de abril de 2021

O FIM DE SEMANA - PARTE IV

 

Matilde, tem calma.... Respira fundo e conta-me o que aconteceu... O meu apartamento foi assaltado? Forçaram a porta? Não??? Disseram ao porteiro que iam visitar os meus vizinhos e não foram? Ok... vais telefonar a um dos teus tios para ele estar presente quando chegar a Polícia. Eu vou telefonar ao sargento de serviço, comunicar a situação e alguém vai aparecer para tomar conta da ocorrência.

O que aconteceu? a Madalena quer saber, mas eu murmuro, explico depois e telefono para a esquadra.

É o Sargento Nunes que atende, claro que sim, Inspector, vamos já para lá, não se preocupe, responde e eu desligo.

Assaltaram o apartamento? Mas porquê? pergunta a Madalena e eu suspiro, não sei, teremos que ver se falta alguma coisa, mas para já, é importante que a Polícia tome conta da ocorrência, explico.

Tenho quase a certeza de que isto não aconteceu por acaso, penso, mas não o digo alto.

O Gonçalo telefona-me uma hora depois, a Polícia já lá esteve, fotografou tudo e segundo diz a Matilde, acrescenta, não falta nada. Estranho, não é? Não te preocupes com a Matilde, vai dormir lá em casa.

Então? insiste a Madalena, o que disseram? e eu repito o que o Gonçalo me disse.

Terei que confirmar quando chegar, concluo, mas não levaram nada de valor. Apenas deixaram a minha secretária muito desarrumada e...fico calado.

Estarão à procura do diário do Leandro? É uma possibilidade, murmuro, tenho que discutir isto com os Chefes, mas é sábado à noite, não é a altura certa de lhes interromper o fim de semana.

Então? repete a Madalena, estás a esconder-me qualquer coisa, conheço-te muito bem, confia em mim.

Não é uma questão de confiança, observo, para tua protecção, até porque ainda não tenho certeza de nada, é melhor não saberes nada.

Não gosto quando falas assim, comenta a minha mulher, é sinal de que podes correr perigo.

Sorrio, tento desvalorizar a situação, mas estou tão preocupado como ela, se estão à procura do diário do Leandro, a situação é mais grave do que pensamos.

Nem eu nem a Madalena dormimos bem, temos vontade de nos irmos embora depois do pequeno almoço, mas a Clarinha está tão animada com a ida ao spa, que cedemos.

Por isso, só depois de almoço é que regressamos, deixo-as em casa e sigo para o meu apartamento.

A Matilde já arrumou tudo, deixa-me um bilhete a dizer que não mexeu na secretária, está tal e qual como a encontrou.

Desarrumada, os dossiers remexidos, os papéis postos de qualquer maneira e eu fico com a certeza de que estão à procura do diário do Leandro.

O nosso suspeito tem alguém lá dentro que está a seguir os meus passos e não querem definitivamente que se reabra o caso.

Procuro o numero do Chefe e ligo-lhe.

CONTINUA




2 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Bom o Inspetor Bernardes está metido em trabalhos. Oxalá não tenha o mesmo fim do Leandro.
Abraço e saúde

Cidália Ferreira disse...

Está complicado, quando mete assaltos!? :)
*
Olho convicta da graça que acolho...
*
Beijos, e um excelente dia!