quarta-feira, 21 de setembro de 2022

MARIA DA LUZ PARTE IV

 

O almoço é um interrogatório discreto ao Pedro que responde a todas as perguntas educadamente.

Até que o Beto e o Rodrigues decidem que o ambiente está a ficar sério demais e propõem um desafio de anedotas.

A Maria Rosa aceita o desafio e em breve, estamos todos a rir, sem saber bem porquê, algumas das anedotas contadas pelo Beto não têm piada nenhuma.

Os homens continuam sentados à mesa depois da sobremesa e do café, nós somos expulsas e reunimos-nos na cozinha.

A Maria Rosa vai connosco, a Mãe não faz mais observações sobre a minha relação, mas sei que vai encontrar uma forma de voltar ao assunto.

Foi um almoço muito agradável, diz a Maria Rosa quando regressamos a casa ao fim da tarde, os teus cunhados são um máximo! São sempre assim?

Sim, não é um almoço de família se não há um desafio de anedotas, explico, ainda bem que te divertiste!

Ah, muito, confessa a Maria Rosa, uma das tuas irmãs, aquela com o cabelo azul, Júlia, não é? convidou-me para almoçar lá em casa um dia destes. São as duas muito simpáticas....

Mas gostaste mais da Júlia, interrompo, a Júlia é um pouco como a tua tia Teresa, e a Maria da Rosa concorda.

Em casa, a rapariga fecha-se no quarto, eu e o Pedro ficamos na sala, então, passei no exame? pergunta-me carinhosamente.

Desculpa, foram discretos, mas fizeram-te uma série de perguntas, era o que eu queria evitar, confesso, mas o Pedro abana a cabeça, é natural, sou mais velho do que tu, estão preocupados que a diferença de idades entre nós seja um estorvo...

Que idiotice! protesto, adoro a nossa relação, somos verdadeiramente companheiros! Partilhamos muita coisa...

Mas não queres viver comigo, observa o Pedro, também acho que temos uma boa relação, mas sinto-me preparado para dar o passo seguinte.

O que é que queres dizer com isso? replico, estou a ficar assustada com o rumo da conversa, não devia ter concordado com o almoço.

Exactamente isso, responde o Pedro calmamente, gostava que considerasses a possibilidade de viver comigo, de aprofundar ainda mais a relação.

Fiquei sem saber o que dizer, desabafo com a Isabel mais tarde, já em casa, acabei por vir para casa.

A Isabel fica em silêncio e eu fico ainda mais perturbada.

CONTINUA


3 comentários:

" R y k @ r d o " disse...

Lendo, gostando, acompanhando
.
Uma semana feliz
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

Cidália Ferreira disse...

Agora é vão ser elas, lool
-
Sentem-se os ventos de mudança

Beijos
Boa tarde!

Elvira Carvalho disse...

Parece-me que a Maria da Luz está deslumbrada com o Pedro, talvez por ser um homem mais velho e experiente mas não sei se há um amor maduro capaz de decisões como a de viverem juntos. A ver vamos, mas não sei se será desta que o Pedro encontra a felicidade. A ver vamos.
Abraço e saúde