quarta-feira, 28 de julho de 2021

A HISTÓRIA PARTE III

 

Olá, fala Matilde Bernardes, apresenta-se cuidadosamente, não sei se te lembras de mim, a rapariga desmaiada na discoteca e tu telefonaste aos meus Pais?

Ah, sim, responde a Joana, como estás? Recuperaste bem?

Sim, sim, obrigada, diz apressadamente a Matilde, eu gostava de falar com o teu irmão. Sei que foi ele quem me prestou os primeiros socorros.

Ah, sim, o Gabriel, esclarece a Joana, o meu irmão tem turnos doidos, mas acho que se fores às urgências e perguntares por ele, as enfermeiras chamam-no. Espera aí.... sim, ele vai estar de serviço amanhã às duas da tarde. Se puderes estar lá a essa hora....

Ok, obrigada, podes enviar-lhe um SMS a avisá-lo? pede a Matilde e as duas raparigas combinam os detalhes.

Ás duas da tarde, com a desculpa de que tem uma aula suplementar, a Matilde está na cafetaria do Hospital.

A Joana enviou-lhe um SMS, o irmão diz que é o melhor local para falarem, as urgências têm estado caóticas e ali ninguém os interrompe.

Há várias mesas ocupadas, a Matilde olha para os crachás para identificar quem é o Dr Gabriel Loures.

O Gabriel está sentado na última, perto da janela e quando ela se aproxima, levanta-se.

Olá, és a Matilde? pergunta, a Joana disse que querias falar comigo. Estás bem? Estás a seguir algum tratamento?

A Matilde sorri, o Gabriel é alto, tem cabelo preto e olhos verdes e a voz é baixa, amigável.

Não me lembro muito bem do que aconteceu naquela noite, confessa a Matilde, a amiga que estava comigo não quer falar sobre o assunto e os meus Pais também não.

E tu precisas de falar, remata o Gabriel, não sei se sou a pessoa indicada, fiz a rotação de psicologia, claro, mas não me vou especializar nisso. Mas posso apresentar-te uma colega.

Achas que isso é uma boa solução? Os meus Pais sugeriram ir a um psiquiatra, até lhe recomendaram um, mas fui incapaz de falar com ele, explica a rapariga e o Gabriel nota que ela está muito nervosa.

Acho que é uma boa solução, repete o irmão da Joana, talvez te sintas mais à vontade para falar com alguém mais próximo da tua idade, que terá uma perspectiva das coisas mais aberta.

CONTINUA

3 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Li hoje os dois capítulos.
Marta a partir de amanhã e até 15 de Agosto vou para férias e não tenho internet.
Abraço e saúde

Cidália Ferreira disse...

Fantástico capítulo! :))
.
Sopra a brisa sobre o vazio da melancolia ...
.
Beijo e uma excelente tarde!

José Alex Gandum disse...

Que ritmo narrativo e de diálogo perfeito e elucidativo... muitos parabéns...