sexta-feira, 9 de julho de 2021

A ENTREVISTA - FIM

 

São questões pertinentes, dirá mais tarde o editor, mas o que posso fazer quando recebo um telefonema do Pai da miúda a pedir para respeitar a privacidade da filha? E não deixa de ter razão!!!

O Meireles convida o Inspector para almoçar naquele dia. Se ficou admirado, o Bernardo não diz nada.

Sentaram-se na esplanada do restaurante perto da esquadra e o Meireles conta que a Joana Freitas está " limpa".

É filha de um empregado bancário e de uma enfermeira, explica, tem um irmão mais velho que é médico. É uma família simples, sem problemas... Não há qualquer ligação, mesmo que remota à família da Clarinha!

O Bernardes olha-o desconfiado e o Sargento apressa-se a tranquilizá-lo, desculpe, revi o caso, sei que foi o Inspector e o Sargento Brites que investigaram. Sei também que todos os protocolos foram seguidos, por isso, ninguém pode questionar a adopção da Clarinha, acrescenta, talvez ela só queira escrever sobre a adopção.

Coincidência a mais, interrompe o Bernardes, ela já estava preparada quando entrevistou a Madalena! E até pode ser isso que sugeriu, pode ser um artigo sobre a adopção que ela está a preparar, mas como é que ela identificou a nossa adopção tão depressa?

Terá sido o Sargento Brites? responde o Meireles, mas o Bernardes abana a cabeça, o Brites é um homem rigoroso, cumpridor, nunca falaria de um assunto privado de um colega.

O Bernardes não se lembra da ex-mulher do Brites, a Carla, a instrutora de yoga, Foi através dela que a Clarinha soube que era adoptada e os problemas surgiram.

O Meireles investigou a família, não se interessou pelos hobbies da Joana, por isso, não sabe que ela pratica yoga e a Carla é a instrutora dela.

Foi uma boa dica, Carla, obrigada, confessa a Joana antes da aula, só que o Inspector recusou a entrevista e a mulher diz que o assunto é privado.

A Carla sorri, querem proteger a miúda, diz, compreende-se! Mas acho muito interessante o tema do artigo, foi por isso que contei. Eu e o Sargento do Inspector Bernardes ainda estávamos casados e acompanhei parte da história.

Talvez o seu ex-marido possa responder às minhas perguntas, sugere a Joana, mas a Carla suspira, eu e o Brites não falamos.Só através dos advogados, por causa da nossa filha, esclarece.

Isso não é um problema, e a Joana vibra, sou jornalista, posso utilizar os meus contactos e localizá-lo.

As outras alunas chegam, a aula começa, mas a Joana não se consegue concentrar, tem que encontrar o Brites.

Infelizmente, quando chega ao jornal, cheia de planos, o editor manda parar com a investigação e a Joana fica decepcionada.

Por uns minutos...mas se encontrar outra forma de abordar o assunto, será que o editor a deixa continuar?

FIM

2 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Teimosa, como todas as jornalistas esta Joana.
Abraço e saúde.

Verena disse...

Com certeza Joana dará um jeitinho para continuar a investigação, Marta.
Adorei o conto!
Um carinhoso abraço
Verena.