segunda-feira, 4 de outubro de 2021

MIGUEL E O FUTURO

 

Tenho que ser honesto comigo mesmo e a verdade é esta: não gosto de ninguém.

Minto: gosto do meu Pai e dos meus avós, suporto as Tias, mas a louca da minha Mãe e destemida prima Inês... fico cansado só de pensar nisso!

Como é que posso dizer isto se não conheço bem a minha Mãe? Ela passou a maior parte da minha infância e adolescência numa Casa de Repouso, um nome pomposo para um Hospital de loucos.

Vi o desgosto no olhar dos meus Avôs, como se esforçaram para que eu tivesse uma vida normal, mas tal não foi possível, porque senti sempre um vazio naquela casa, um vazio que ninguém poderia preencher.

O meu Pai... o meu Pai foi sempre um Pai presente e acho que abusei um pouco da paciência dele.

Isolei-me, mantive-me à margem, escondi-lhe os meus pensamentos... coitado, estava sempre cansado, até porque a minha Madrasta não era uma pessoa fácil...

Não, não quero falar da Beatriz e muito menos da Maria Rosa... Acho que têm medo de mim, fui sempre tão hostil....

A Maria Rosa até se levantava mais cedo e preferia ir para a escola sozinha... não confiava em mim, porque eu humilhava-a! 

Na frente dos colegas, dos professores....continha-me quando estávamos em família, a Inês tem uma língua afiada.

Se tenho medo da Inês??? Aquela rapariga não tem limites...diz o que pensa, sem filtros e nem sempre pensa nas consequências.

Já acabou? Na próxima semana à mesma hora? Tem mesmo que ser... não percebo porque é que tenho que voltar.

Eu sou uma pessoa normal....

CONTINUA



2 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Começamos muito bem!! :))
*
Que nunca se ouse enfrentar...
.
Beijos. Uma excelente semana...

Elvira Carvalho disse...

Se a Maria Rosa já está na escolinha, o Miguel já deve ser um rapazinho bem crescido. E bom anda no psicólogo. Mas realmente os primeiros anos de vida não foram nada fáceis. Vamos ver o que vai sair daqui.
Abraço, saúde e boa semana