quarta-feira, 4 de agosto de 2021

O REGRESSO PARTE IV

 

Tão tarde, meu filho, queixa-se a Aída, tens que descansar um pouco, tens que te habituar a outros horários, a outro ritmo de vida, deviam ter dado uns dias de férias.

O Bernardo e o Pai riem-se e nesse fim de semana, o Bernardo decide ver uns apartamentos.

Encontra um interessante, num bairro novo. Não é muito longe do escritório e também fica relativamente perto da  casa Mãe.

A renda não é muito alta, a cozinha está toda equipada e por isso, o Bernardo assina o contrato.

A Aída fica um pouco contrariada, pensei que ficavas mais algum tempo connosco, diz e o Pai sussurra, não te preocupes, é das hormonas!

A irmã da Teresa, a Carolina, vai vender a casa da praia e deixa-o ir ver a mobília.

Talvez encontres alguma coisa que te agrade, não a vou vender com a casa, explica e o Bernardo passa lá o fim de semana a escolher móveis.

Fica com o sofá, o tapete e a mesa que estão na sala de estar, a mobília de um dos quartos e tem pena que a estante esteja embutida, porque ficaria muito bem na sala.

O Pai contrata uma empresa de mudanças e trata de tudo enquanto o Bernardo organiza o trabalho.

Está a chefiar o Departamento tal como lhe prometeram, mas sempre que fala no novo projecto, recebe uma resposta vaga.

Não sei quais são os planos dele, conta ao Gustavo, será que desistiram da ideia?

Não sei, ainda estão na fase de análise, sugere o Gustavo, estás a chefiar o Departamento tal como eles prometeram. Acho que te devias concentrar nisso por enquanto. Deixa as coisas rolarem!

O Bernardo não está muito convencido, o Pai acha que está a ser ambicioso demais, deram-te uma óptima oportunidade, aproveita-a! repete.

As mobílias escolhidas ficam muito bem na nova casa, todos aparecem para ver com um pequeno presente e o Major é bastante censurado por aparecer com cerveja e pizza.

Ainda não tivemos hipótese de conversar, justifica-se, por isso, hoje, vais falar comigo. A Glória e as miúdas estão com a Natália e o Nicolau; só tenho que as ir buscar às onze. Por isso, fala, tens qualquer coisa que te preocupa.

O Bernardo fica surpreendido, o Major conhece-o bem e por isso, deixam os outros sair para se instalarem confortavelmente no sofá.

O Major ouve-o atentamente, tanto o teu Pai como o Gustavo têm razão, repete, não acho bem que estejas sempre a abordar o assunto. Estas questões seguem o seu próprio rumo e tu estás a dar-lhe muita importância. Podem até pensar que não estás interessado no lugar que ocupas agora!

O Bernardo olha-o espantado, na verdade, não tinha pensado nisso!

CONTINUA

1 comentário:

Cidália Ferreira disse...

Fantástico capítulo! :)
.
O tempo anda triste...
.
Beijo e um excelente dia
Boas férias, se for o caso! :)