sábado, 21 de agosto de 2021

MATIAS

 

O Matias sente-se importante agora que fez treze anos. É um homem, não tem que tomar conta dos mais pequenos, o Edgar pode fazer isso, porque o Edgar é um miúdo, protesta.

Também tu és um miúdo, diz o irmão mais velho, por isso, organiza a creche; não olhes para mim assim, gira, andor!

O Matias fica aborrecido, o Miguel não pode falar assim, explica ao Pai, mas o Pai concorda com o irmão, só que é mais diplomático.

Conto com a tua ajuda, diz, vamos ter a casa cheia e precisamos de ter os mais novos ocupados. Precisamos de relaxar, de conversar, compreendes?

O Matias acena que sim. começa a dar ordens ao Edgar, arruma a mesa ali ao canto, põe os puffs aqui, o tapete no meio, ordena.

E tu não ajudas? protesta o Edgar, não, Inês, dá cá isso, mas a irmã ri e esconde-se no meio dos cortinados.

O Edgar persegue-a, mas a Inês já aperfeiçoou o método de fuga e é a muito custo que o irmão recupera a almofada.

Anda lá, Edgar, estás a ficar atrasado, diz o Matias, mas o Edgar está a ficar farto e exige saber quem é o verdadeiro responsável pelo assunto.

Sou eu! grita o irmão, eu sou o único responsável, tens que me obedecer!

Recuso-me, estou farto, estou cansado, grita também o Edgar, porque é que tenho que fazer tudo e tu estás aí, descansado da vida?

O Matias não está com meias medidas, dá um soco ao irmão, mas o Edgar é rápido a responder.

Em breve, os dois irmãos estão no meio do chão a lutar com a irmã deliciada e a bater palmas.

MAS O QUE É ISTO? a voz é forte, atravessa o quarto e até a Inês fica em sentido.

CONTINUA

2 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Isto fez-me lembrar quando era miúda. Até dos meus netos quando se juntam, hahahah
Vamos a ver o que lhes vai acontecer!:))
.
Isto de ser Avó...é amar duplamente.
.
Beijos e um bom fim de semana

Elvira Carvalho disse...

Coisas de crianças. Como mais velha a minha mãe que além de ter um trabalho duro na Seca do Bacalhau era bastante doente, mandava que eu arrumasse a casa e lavasse a loiça, coisa que eu não gostava nada de fazer. Eu tenho 20 meses de diferença da minha irmã, 32 meses do meu irmão. Então os pais iam para o trabalho e eu dizia para a minha irmã. "Eu faço as camas, e varro a casa, tu lavas a loiça" Só que ela parecia ter as mãos furadas e quase todos os dias partia um prato ou um copo, e eu levava tareia à noite quando a mãe chegava. E não servia de nada dizer que não tinha sido eu, a mãe respondia-me sempre. "Eu não mandei a tua irmã lavar a loiça, mandei-te a ti, portanto tu é que és a responsável." E assim deixei de mandar a mana lavar a loiça, até porque a loiça lá por casa não abundava e não havia dinheiro para comprar mais.
Abraço, saúde e bom domingo