sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

BRITES - PARTE IV


Brites decide falar sobre as suas suspeitas ao Inspector Bernardes. Se não o fizer, poderá comprometer a investigação e há muito que Brites aprendeu a separar o pessoal do profissional.

O Inspector escuta-o atentamente e quando o detective termina, diz:

" Compreendo as suas dúvidas. Primeiro temos que saber se essa Amélia Rodrigues é efectivamente a Amélia que conhece. Se isso se confirmar, o Brites terá que conversar com ela discretamente para descobrir a razão dela ficar tão agitada quando soube que trabalha na Polícia Judiciária."

" São coincidências a mais."  confessa Brites.

" Pois são. O Gonçalves que trate disso, o Brites só fala com ela quando se confirmar tudo!" instruí o Bernardes.

Duas horas depois, Brites está sentada num café sossegado, discreto, onde é bem conhecido.

Pede e autorizam de imediato que utilize a sala que está reservada para almoços para conversar à vontade.

Amélia está mais calma, mas Brites sente que ela não está à vontade.

" Sei que isto é confuso, mas estamos a investigar um caso que envolve o Departamento onde trabalhas. Temos que falar com toda a gente, mas como eu te conheço, queria explicar-te a situação e perguntar-te..."

" Eu não sei de nada!" interrompe Amélia.

" Nem eu estou a dizer isso. Só quero conversar contigo e é muito importante que me digas a verdade, Amélia. Tudo se complicará se esconderes alguma coisa." aconselha Brites.

" Não te posso dizer grande coisa. Sei que descobriram um corpo no telhado e que ainda não sabem de quem é. Há coisas estranhas a acontecer naquele Departamento, mas não sei se está relacionado com o caso. " comenta Amélia.

" Como, por exemplo?" insiste o detective.

CONTINUA


2 comentários:

Larissa Santos disse...

Que as coincidências existem, lá isso existem:))

Hoje : Lágrima em rio de cumplicidade
Bjos
Votos de uma óptima Sexta - Feira.

Cidália Ferreira disse...

As coisas descobrem-se!:)

Porque tu existes...
Beijos - Bom fim-de-semana