MATILDE

 

Uma noite, contei tudo ao Bernardo.

Tudo o que me aconteceu naquelas semanas em que estive " desaparecida "... confessei-lhe tudo e o Bernardo ouviu tudo sem me interromper.

No fim, suspirei fundo, sentia-me mais leve, talvez porque só li carinho, amor, compreensão no olhar dele.

Nessa noite, ficamos juntos e no dia seguinte, tive uma conversa com a Mãe, pois decidimos viver juntos.

A Mãe fica preocupada, tens a certeza? repete, falaste com a Dra Lúcia sobre isto? Não será melhor discutires isto primeiro com ela? insiste.

Mas eu tenho a certeza de que esta é a decisão acertada, explico, Mãe, tens que me deixar viver e aprender com os meus erros, repito, e o Bernardo está ao corrente de tudo, acrescento.

Vejo que a Mãe não está convencida, mas eu tenho que tentar, vivo com medo e tenho que o vencer.

Estou convencida de que o Bernardo me pode ajudar nisso, afirmo na consulta com a Dra Lúcia, sei que vai ser complicado para os meus Pais.

É a sua vida, Matilde, observa a Dra Lúcia, a Matilde tem que abrir as portas ao Mundo, deixá-lo entrar e já sabe o que não quer.

Pois sei, admito, nunca vou esquecer... acho que contei ao Bernardo, porque ele não esteve directamente envolvido. Estava em Cabo Verde, ouviu a versão do meu irmão, a da Mãe...

Mas não a da Matilde! interrompe a Dra Lúcia, e era isso que queria! Podia ter contado aos Pais, aos irmãos, até à Tia Rita.

A verdade é que não me sentia confortável a conversar com eles, comento, e eles foram maravilhosos! Respeitaram-me, apoiaram-me, mas qualquer coisa me impedia de falar com eles...

Porque achava que os tinha desiludido! afirma a Dra Lúcia e eu sorrio, foi isso que o Bernardo disse!

CONTINUA

Comentários

Uma estória que começa muito bem!! :))
-
Se eu pudesse começar de novo outra vida ...
-
Abraço com carinho, continuação de festas felizes

Mensagens populares deste blogue

ABSURDA

A ENTREVISTA - FIM

A ENTREVISTA PARTE III